Quem disse que esgrima é esporte para jovens gigantes ?

Cada dia que passa leio e ouço observações de diversos interessados em jogar esgrima, questionando que esgrima é um esporte de pessoas altas e jovens.

Eu discordo. Esgrima é um dos esportes mais democráticos que há. Vejo pessoas altas e baixas competindo em alto nível. Também vejo jovens dividindo pódios com outros não tão jovens assim.

Para padrões internacionais, o venezuelano Limardo, último campeão olímpico de espada masculina, desaparece entre vários de seus competidores.

A brasileira Taís Rochel, que já dobrou os 30 a algum tempo, acabou de voltar do PanAmericano junto com a equipe do Brasil, e ganhou o campeonato no Rio de Janeiro a menos de duas semanas …

E quando se tem mais de 50 anos e não é tão alto ?

Com a “palavra” Vânia Oliveira, da Sala São Jorge de Esgrima (entidade paulista da qual somos vinculados) em um combate contra Naira Ferreira, do Esporte Clube Pinheiro. E não pensem que foi fácil… Naira é somente a melhor juvenil em atividade na espada brasileira, e 9ª do ranking adulto.

Depois do “show” da Vânia, qual a desculpa para os veteranos e os menos altos de praticarem esgrima ?